Resenha- Escolhida ao Anoitecer


Livro: Escolhida ao Anoitecer
Autora: C.C Hunter
Editora: Jangada
Titulo original: Chosen at Nightfall
Ano de lançamento: 2013
Número de páginas: 408

sinopse
O inimigo mais poderoso de Kylie retorna para destruí-la de uma vez por todas, mas ela finalmente assume seus plenos poderes e passa por uma transformação que vai surpreender todos ao seu redor. Mas a jornada de Kylie não será completa até que ela faça uma escolha final: a quem vai finalmente se entregar de corpo e alma? Será que escolherá Lucas, o lobisomem que partiu seu coração, mas faz tudo para reconquistá-la, ou Derek, o meio fae que abriu mão do relacionamento entre eles, mas agora diz que a ama?   

resenha
 Esta saga se tornou uma das minhas preferidas, claro que vários fatores contribuíram para isso, como: salada de seres sobrenaturais, humor, ação, romance... Mas o que eu mais gosto é da escrita de C.C. Hunter, ela consegue nos prender ainda mais, e deixando o leitor cada vez mais curioso para saber o que acontece na página seguinte. Em vários momentos a história dava reviravoltas, e isso é que é bom de ler, livros que você acha que sabe o que vai acontecer e depois se depara com algo diferente... Ok, eu sei que nem tudo é perfeito, pois teve hora que a leitura se tornou realmente previsível, mas tudo bem.

 A narração continua em terceira pessoa, e desta vez o foco está realmente concentrado em Kylie e seus problemas. A Jangada fez um ótimo trabalho, sendo que não encontrei nenhum erro. A capa foi mudada sutilmente, com outra modelo.

 No inicio do livro, Kylie me irritou, pois só ficava remoendo a sua dor e dizendo como ela era vítima e coitada, o que foi bem frustrante de se ler, eu sei que a situação dela não é das melhores, mas não é legal ficar se fazendo de coitada, e graças aos deuses, a autora percebeu isso e mudou o jeito da personagem do meio para o final. Lucas, ao mesmo tempo em que sentia dó dele, lembrava do que ele tinha feito, e a vontade era de matá-lo (não posso culpar Kylie), já Derek se mostrou focado em reconquistá-la. Nesse último volume da saga, a protagonista finalmente escolhe com quem irá ficar, e se vocês notarem a escolha está feita desde o começo da série.
 O humor ainda é uma das características presentes no livro. O objetivo do livro era explorar mais do universo camaleão, porém isso foi abordado mais no inicio da leitura, e deixou a desejar no restante.

"-Você é jovem, mas fazer o que? Você é uma alma antiga, e ás vezes isso faz com que tenha mais sabedoria do que outras pessoas da sua idade." (373)

 Embora o final tenha ficado com pontas soltas e meio apressado, quando eu o terminei, a sensação que senti era de dever comprido, e mesmo que tivesse continuação, e não saberia dizer o que a autora escreveria... É isso, recomendo ;)

"[...] Eu não dei a ela a minha alma. Eu menti. eu não poderia ter dado a ela a minha alma. Porque eu já tinha dado a minha alma. Você a roubou quando eu tinha 7 anos de idade..." (84)


Bjsss, Manu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

- Não xingue nem ofenda sem sentido
- Não aceito ''Seguindo segue de Volta?'' APENAS se tiver um comentário com ligação com o Post
- Deixe o link do seu blog, queremos visita-lo
- Sem spans ou correntes
Obrigada ♥